MICROCHIP

 

 

PSA-Plano de Saúde Animal oferece moderno sistema de identificação dos animais por microchips.

"Adotamos  a microchipagem gratuita a todos os animais que aderirem ao Planos de Saúde como metodo de identificação e visando proporcionar ao tutor deste animal todos os beneficios que o microchip oferece".

Usamos os produtos Partners com tecnologia de ponta que estão dentro das normas ISO,  CE,  ABNT e padrões internacionais.

Microchip Partners é antimigratório com eficiência comprovada por possuir  dupla camada de substância antimigratória de qualidade superior. São usados no mundo inteiro.

 

O microchip é um  micro-circuito eletrônico constituído de um código exclusivo e inalterável, no caso de uso para identificação animal.

Microchip Partners não possui bateria e fica inativo. É energizado (emtre em funcionamento) apenas quando recebe um sinal enviado pela leitora. Fornece seu código toda vez que for "scaneado“, mostrado-o no visor da leitora, sendo possível o envio da informação para um computador. Como o microchip não possui bateria, não há o que se desgastar. 

O microchip é reconhecido mundialmente e atende as exigências para viagens do animal ao exterior.

Aumenta a possibilidade de encontrar o animal.

Em caso de perda do animal a rede credenciada e o Centro Zoonose serão comunicados de suas  características, foto e numero do chip para poder  identifica-lo, na apreenção, em uma consulta, em um banho, em uma vacinação ou até mesmo quando procurada por quem o achou, facilitando assim o resgate de seu PET.

 Todos os animais do Plano são cadastrados no banco de dados do SIRAA(Sistema de Identificação de Animais da America Latina).

 

A cada dia, mais pessoas estão se conscientizando da importância desse recurso, principalmente em caso de perda do animal.

 

Conheça mais sobre o microchip para pets e tire suas dúvidas

Saiba tudo o que precisa sobre o microchip para animais

 

O que é microchip para pets?

Um pequeno grão que garante mais segurança para seu animal

O microchip é quase do tamanho de um grão de arroz e é feito com um vidro cirúrgico (biovidro), o mesmo que é usado em marca-passos. Tem um circuito eletrônico que possui um código exclusivo, o qual não pode ser alterado.

 

Por que ter um animal com microchip?

Garante segurança para o caso de ele estar perdido ou ser roubado, pois o microchip armazena um código ligado às informações de contato do proprietário do animal.

Quando um animal se perde ou até mesmo é roubado, pode ser identificado facilmente por meio de seu microchip.

 Para isso, usa-se um scanner portátil que rapidamente identifica o número de identificação do animal e consequentemente os dados de contato dos seus donos (telefone e endereço)

Para fazer o registro do microchip, o dono deve informar seus dados, a companhia responsavel, pois de nada adianta ter o chip sem saber os dados do proprietário. É importante ter cuidado para que as informações estejam sempre atualizadas no caso de mudança de endereço ou telefone. De nada adianta seu animal ter um microchip se não houver os dados necessários vinculados a ele.

 

Alguns acreditam que uma simples identificação pode resolver o caso, mas há caso de pessoas desonestas que se apropriam dos animais e não querem devolvê-los. Isso ocorre quando da perda da coleira de identificação, furtos ou roubos. O acesso a esses dados, quando simplesmente escritos em uma plaquinha, pode até mesmo ajudar o ladrão a saber o nome do animal para conseguir mais confiança.

É importante ter as duas opções: deixar a coleira com dados essenciais e aplicar o microchip, assim, o dono tem mais chances de encontrar o seu pet.

 

 

 

A utilização de microchip em PETS (animais de estimação / domésticos) é o único método de identificação inviolável, permanete e totalmente seguro, além de oferecer inúmeras vantagens. 

Devido a inúmeras vantagens da identificação eletrônica, associada a um banco de dados Global, em vários Países é obrigatório o uso de microchip para identificação dos PETS (animais de estimação / domésticos).

Só no Canadá e no EUA, onde é obrigatório o uso do microchip há muito tempo, mais de 15 milhões de animais são protegidos com microchip.

No mundo, este número passa de 50 milhões, já que na Europa também é obrigatório o uso da identificação eletrônica. Por ser um método de identificação de fácil aplicação e que possibilita segurança, praticidade, e eficiência nos controle, não há dúvidas de que na América do Sul também se adotará o microchip como obrigatoriedade.

No Brasil, a FECESP (Federação de Cinofilia do Estado de São Paulo) já adotou o sistema, sendo necessário, nos cães do Estado de São Paulo, a identificação através do microchip e cadastramento dos animais no Banco de Dados Oficial.

 

Maiores informações ligue (85) 4141 11 44