YORKSHIRE                 

 Yorkshire Terrier é conhecido por ser bem ativo, curioso e super apegado à sua família humana. Porém, alguns cuidados com a predisposicao a doencas devem ser tomados.

Em decorrência de corpo pequeno e ossatura proporcional, muitos de seus problemas são ósseos e articulares.

Nos problemas que afetam sua dentição está o tártaro, que causa queda e quebras de dentes.

Outro problema que afeta essa raça é a dentição dupla, os dentes de leite que não cairem, precisarão ser extraídos, no mais tardar, aos sete meses de idade.

Em relação a sua pelagem, a doença que acomete atende pelo nome de alopécia, ou simplesmente queda de cabelo ou pelos.Pode causar a perda de pelos nas extremidades das orelhas, por exemplo. Acredita-se que este problema esteja ligado à condição hormonal do animal ou a falta de melanina.

Com a idade pode aparecer as doenças de válvulas cardíacas e e artrose no joelho. Por isto, a importância de consultas de rotina, para monitoramento de pressão sanguínea após os cinco anos de idade.

Colapso na traqueia, alguns sintomas os animais tossem e até podem se engasgar quando ficam animados ou ofegantes.

O yorkshire também está suscetível também a nascer com uma doença chamada de shunt hepático, um problema na vascularização do fígado. Não é fácil de ser diagnosticada, atinge os cães de qualquer idade e, por isso, o tutor precisa ficar sempre em alerta. Para descobrir a doença é necessário a ida ao veterinário, o qual fará exames específicos, como o de ultrassom.

Muitas enfermidades são controladas por meio de vacinação, tratamentos e tratos higiênicos. Doenças descritas como mais sérias, como a cinomose e a parvovirose, caso não sejam diagnosticadas no princípio, dificilmente são curadas e sao bem controladas com a vacina.

Pulgas e carrapatos são incômodos e podem também gerar doenças. Depressão e estresse são fatores psicológicos que também podem afetar esta raça.

Pratique a medicina preventiva,esteja atento! o controle da saúde dele depende de você!